Postagem em destaque

Lex Luthor e o que eu seria sem Jesus.

Por Nilson Pereira.  Primeiramente quero deixar claro que este texto é destinado a cristãos bíblicos e maduros que entend...

Nilson (Nil) Pereira

Nilson (Nil) Pereira
Um Discípulo de Cristo que vive para ser Bíblico. Mateus 28:16-20

terça-feira, 27 de março de 2018

Devocional IPCarioca 26/03/2018 O Evangelho é o legado para posteridade (Isaías 61:9)

O belíssimo texto escolhido para nossa meditação hoje fala sobre os benefícios de caminhar com Deus e o transbordar disto através de nossas descendências. O texto fala de Cristo, que na época do profeta Isaías ainda haveria de vir a Terra, mas, Nele, nós herdamos tais Palavras, se permanecemos Nele (João 15), e assim, fazendo com que o Evangelho seja a nossa marca e a marca daqueles que vem após nós, sejam de descendência biológica, seja espiritual!
O Cristianismo é legado, o Evangelho é perpétuo na vida daqueles que são do Senhor e na vida daqueles que são Dele, Deus é sim de aliança, embora a teologia da prosperidade tentou dar uma conotação errada nesta afirmação, ela é verdadeira se aplicada da forma certa. Nós temos a responsabilidade de primeiro, viver o Evangelho de forma piedosa e integral, sendo exemplo, sendo imitáveis (1 Coríntios 11;1), e depois de dedicar a vida ensinando aos outros o Evangelho (Mateus 28:16-20). Esta é a mais importante Missão que existe na vida cristã.
O legado exigido pelo Evangelho é um soco no estômago da pós-modernidade que nos cerca, pois esta prega o individualismo exacerbado, a falta de preocupação com a responsabilidade de influenciar e direcionar as próximas gerações em nome de uma falsa, irresponsável e mortífera liberdade. A verdadeira liberdade não é provar todas as opções possíveis, e sim, ser mentoreado para saber escolher no caminho que se deve andar (Provérbios 22:6), pois existe sim uma Verdade Absoluta, nem tudo é relativo nesta vida.
Não existe cristão pós-moderno, esta é uma contradição por essência, por isso, o meu e o seu papel como cristãos adultos e bíblicos é preparar e priorizar o legado que vamos deixar em Cristo, o Evangelho iluminando a nossa e as próximas gerações de discípulos de Jesus, gente que não é do mundo, mas que estão aqui para ser baluarte do Senhor neste mundo trevoso (João 17). Nossa maior Missão na vida é propagar o velho Evangelho de Cristo e espalhado pelos apóstolos para a posteridade (Atos 2:42-47), sem cansar, todos os dias, sem parar. É uma questão de maturidade cristã, de bondade, piedade e responsabilidade (Hebreus 5:12-14). Deus nos chama para sermos como Jesus, e não há ninguém mais responsável com o próximo que o nosso Senhor.
Por Nilson Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Missionalidade:

Missionalidade:

Mapa Mundi

Mapa Mundi