Postagem em destaque

Lex Luthor e o que eu seria sem Jesus.

Por Nilson Pereira.  Primeiramente quero deixar claro que este texto é destinado a cristãos bíblicos e maduros que entend...

Nilson (Nil) Pereira

Nilson (Nil) Pereira
Um Discípulo que vive para ser Bíblico e Missional, Pastor da Família, Professor e Escritor Amador.

sábado, 3 de março de 2018

Devocional IPCarioca 16/02/2018 Sejamos verdadeiros, filhos da Luz (1 João 1; Salmo 32:5-8; João 14:6)

Frequentemente falamos em nossa Igreja sobre a importância de ser completamente sincero, sobretudo diante de Deus. Ao frisar que Adão e Eva viviam nus diante de Deus e diante um do outro sem ter vergonha, a Bíblia quer demonstrar que na primeira Família criada não existiam segredos, primeiro em relação ao Senhor, segundo entre eles. A queda começou com uma sequência de omissões, meia verdades e até mentiras.
Ser verdadeiro é fundamental para uma vida cristã bíblica, podemos ser nós mesmos diante de nossos cônjuges, amigos e lideres e do nosso Deus se estes são verdadeiramente bíblicos em nossas vidas, escolhas definitivas do Altíssimo para nós.
Ser verdadeiro é um estilo de vida, a mentira é exposta, inclusive por cientistas, como um vício difícil de ser vencido, ela descaracteriza a Imago Dei em nossas vidas, nos deixando mais parecidos com o pecado do que o próprio Criador. Aquele que mente para Deus e para os outros mente para si mesmo.
Viver uma mentira é terrível e destrutivo, primeiro para quem comete tal pecado, segundo para aquilo de mais importante que Deus nos deu como humanidade: os relacionamentos. Mentir por medo não vale a pena, pois a Verdade, que é Cristo personificado, acaba por definir quem verdadeiramente nos ama ou quem apenas quer se aproveitar dos nossos talentos.
O nosso Deus é o Verbo encarnado, e isto torna, como já frisamos sempre por aqui, as palavras marcas fundamentais no Cristianismo. O texto principal escolhido para este reflexão de hoje, contido em 1 João 1, vai falar o tempo todo de falar e ouvir, de sermos verdadeiros (andando na Luz) ou sermos mentirosos (andando nas Trevas, das coisas encobertas e ilícitas). Sejamos filhos de Deus que andam na Luz como Ele o faz. Não tenha medo de dizer a verdade nunca, pois se foi o Senhor que escolheu as pessoas mais próximas de verdade, elas nunca vão te desmerecer ou te desvalorizar por isso, afinal, é da vontade de Deus que andemos de forma transparente diante Dele e destas pessoas fundamentais e escolhidas por Ele em nossas vidas, assim como foi desde o início com Adão e Eva.
Por Nilson Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Missionalidade:

Missionalidade:

Mapa Mundi.

Mapa Mundi.