Postagem em destaque

Lex Luthor e o que eu seria sem Jesus.

Por Nilson Pereira.  Primeiramente quero deixar claro que este texto é destinado a cristãos bíblicos e maduros que entend...

Nilson (Nil) Pereira

Nilson (Nil) Pereira
Um Discípulo de Cristo que vive para ser Bíblico. Mateus 28:16-20

domingo, 7 de janeiro de 2018

Devocional IPCarioca 29/12/2017 A verdadeira ação na vida Cristã e as ideologias humanas (Tiago 1:27)

Vivemos tempos de extrema polarização, onde praticamente todas as discussões acabam por culminar na disputa dicotômica entre esquerda e direita, isto tem acontecido mundo a fora, e com mais evidência ainda aqui no Brasil.

Chegamos ao perigoso extremo de, ao falar sobre o papel básico e bíblico da Igreja na assistência social, um cristão pode ser acusado de adepto de esquerda política, ou ao defender conceitos conservadores que a Escritura defende pode ser acusado de direitista.

Convenhamos, se você de fato entende o Evangelho sabe que Ele está acima de qualquer ideologia humana, que inclusive porque vivemos numa sociedade, quer queiram, quer não, cujo as bases são preceitos judaico-cristãos. A maioria das ideologias (para não dizer todas) não passam de tentativas de cópias mal sucedidas do Evangelho, assim como a Torre de Babel, tentativas de adquirir os bônus de caminhar com Deus, tentando o tirar da equação.

Nós cristãos precisamos ter maturidade suficiente para seguir somente a Escritura, devemos cumprir nosso papel bíblico independente se a ideologia X ou Y abraça os mesmos preceitos, nós prometemos dedicar nossas vidas para seguir a Jesus através das Escrituras Sagradas, e isso não deve ser negligenciado ou contaminado jamais, pois é o que temos de mais importante em nossas vidas.

A Igreja Cristã precisa ser o marido da viúva ou da mãe solteira, precisa ser pai dos órfãos e dos filhos de pais separados, precisa seguir sendo sim o principal fator de recuperação de viciados, entrar assistindo locais onde o Estado não consegue, e servindo sim, até mesmo este Estado como a diaconia do mundo.

Por outro lado, a Igreja precisa defender o Casamento contra o divórcio, dentro dos preceitos heterossexuais que a Escritura defende, precisa proteger seus pequenos de ideologias de gêneros e outros tipos de preceitos pós-modernos.

Ser cristão não é ser de esquerda nem de direita, é ser bíblico. É sobrepor isto as nossas vontades, opiniões, prazeres e particularidades. Ser cristão não é imitar homens e seus discursos, intelectuais ou não, é imitar somente a Cristo Jesus, o único homem perfeito a pisar nesta Terra.

Por Nilson Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Missionalidade:

Missionalidade:

Mapa Mundi

Mapa Mundi