Postagem em destaque

Lex Luthor e o que eu seria sem Jesus.

Por Nilson Pereira.  Primeiramente quero deixar claro que este texto é destinado a cristãos bíblicos e maduros que entend...

Nilson (Nil) Pereira

Nilson (Nil) Pereira
Um Discípulo de Cristo que vive para ser Bíblico. Mateus 28:16-20

domingo, 7 de janeiro de 2018

Devocional IPCarioca 25/12/2017 Nasceu o Menino que vence a maldade (Isaías 9:6-7)

Cristãos ou não, sabemos quanto o pecado é destruidor. Ele destrói as coisas mais bonitas que existem na humanidade. Destrói Vidas, Famílias, Igrejas, Amizades, Nações. Toda vez que alguém da cabo da própria Vida, ou que um divórcio é assinado, o pecado venceu. O ser humano não pode vencer o pecado sozinho. Mais cedo ou mais tarde o preço de pecar será cobrado de nós, e algo em nós (ou até nós mesmos) irá morrer, se, como diz a Escritura, não nos arrependermos.
Mas afinal, quão terrível e triste é esta notícia. Plagiando o antigo seriado mexicano Chapolim, "quem poderá nos defender"? Será que Deus nos deixou a míngua, para morrermos de forma infeliz, e infreável, ver tudo o que amamos morrer lentamente, de forma sádica Ele nos cria e deixa-nos sangrando até o fim ? Lógico que a resposta é não.
Há 2000 e poucos anos um menino nasceu. Nasceu para ser o Verbo Encarnado (do grego Logos), e nisto, ser um recado Vivo de que, como diz Tim Keller, o mundo não pode salvar a si mesmo, mas Ele pode salvar quem Lhe aprouver (João 3:16).
Este menino é, segundo as Escrituras, o Salvador, o Rei definitivo, o Sumo Sacerdote supremo, o Senhor definitivo de Tudo, o Maravilhoso Conselheiro, o Deus Forte, o Pai da Eternidade, o Príncipe da Paz.
Ele é, como diz o hino católico " o rosto humano de Deus". Ele é o elo entre o Altíssimo e nós. Ele é o motivo único de todo o sofrimento descrito anteriormente não cessar com a morte definitiva de todos os homens, porque Nele, e somente Nele, tudo isto tem conserto. Ele é a esperança e a certeza viva, a consolidação e a restauração de que Deus pode não apenas renovar e restaurar, mas pode refazer de forma que tudo pode ser ainda melhor.
Pertencer a Ele não significa aniquilar problemas, ainda não significa o desaparecimento do pecado e de tudo o que ele pode nos causar. Significa que Nele, os venceremos. Sim, eu e você somos fracassados, mas Jesus redime o fracasso e faz com que ele se transforme de carrasco sanguinário para um professor fiel.
Em Cristo somos mais que vencedores (leia Romanos 8) por isso, nossas derrotas passam a ser vitórias e mesmo que partam de nós, elas não podem mais nos destruir, e sim, nos forjar, como o fogo faz com o ouro. Minha esposa costuma dizer que Deus transforma em Cristo, fezes em adubo, para que possamos crescer ainda mais, assim como o adubo faz com as plantas.
Creiamos em Cristo até o fim, afinal, este Maravilhoso e bom Deus é digno de total confiança.
Por Nilson Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Missionalidade:

Missionalidade:

Mapa Mundi

Mapa Mundi