Postagem em destaque

Lex Luthor e o que eu seria sem Jesus.

Por Nilson Pereira.  Primeiramente quero deixar claro que este texto é destinado a cristãos bíblicos e maduros que entend...

Nilson (Nil) Pereira

Nilson (Nil) Pereira
Um Discípulo que vive para ser Bíblico e Missional, Pastor da Família, Professor e Escritor Amador.

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Devocional IPCarioca 18/12/2017 Confiar em Deus é Alegria e Paz em qualquer circunstância (Filipenses 4:4-7)

Todos nós temos momentos de fraqueza na caminhada cristã e, nestes momentos de angústia e instabilidade, acabamos por não dar créditos a Deus em um dos Seus atributos mais firmes e importantes: Deus é digno de confiança total, pois não é como nenhum homem (Números 23:19-20).
Nossa instabilidade emocional, muitas vezes cria o que Dave Harvey no livro ''Quando Pecadores dizem Sim'' chama de ''névoa de guerra''(uma expressão militar que descreve um contexto onde, numa batalha belical, pode haver momentos onde os exércitos não conseguem distinguir nada ao redor no campo de batalha, por conta de fatores climáticos ou mesmo pela fumaça das armas), e tal expressão é extremamente acertiva no que discerne a guerra que enfrentamos todos os dias dentro de nós, entre a natureza herdada de Adão, e a natureza renascida em Cristo, como diz John Piper, vivemos em guerra interna constante, na condição de discípulo de Jesus, e entender isto é fundamental.
Ao nascer em Jesus, passamos a não viver pelo que sentimos na origem, e sim pelo que cremos. As Escrituras vão dizer que devemos nos alegrar no Senhor e que isto, não importa a condição que estamos, gerará a Paz que justamente excede todo o entendimento, a Paz encontrada somente no Espírito Santo, gerando a Palavra de Deus em nós e que Jesus descreve que o mundo não pode receber, somente aqueles que vivem em Cristo Jesus (João 14:16-18).
Na minha Família costumamos dizer que é muito fácil ser cristão quando tudo aparentemente parece bem, mas que, ao vivermos as Escrituras de verdade em todos os momentos, somos cristãos maduros, cujo os hábitos nos tornam mais parecido com Jesus.
Se cremos verdadeiramente no Senhor, iremos confiar no que Ele nos diz nas Escrituras, receberemos o consolo do Espírito Santo e venceremos qualquer etapa. Afinal, quem poderá nos separar do Amor de Deus (Romanos 8)? Deus é o motivo de seguirmos respirando, e como Jesus nos ensinou em Mateus 6, se mesmo os passáros e as plantas recebem provisão, quanto mais nós, filhos de Deus em Cristo Jesus. O que nos falta é deixar de ter uma Fé hipócrita, e passar a crermos no Senhor integralmente, com tudo o que somos e temos. Ser um cristão bíblico não é ser perfeito, as aflições, tentações, tristezas e decepções sempre existirão, até que o Senhor volte, mas o que fazemos com elas determina o grau de vida cristã que temos.
Como nos ensina o apóstolo Paulo, alegremo-nos no Senhor. Mais uma vez, alegremo-nos, pois como diz James Bryan Smith, Deus é o único digno de Confiança.
Por Nilson Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Missionalidade:

Missionalidade:

Mapa Mundi.

Mapa Mundi.