Postagem em destaque

Lex Luthor e o que eu seria sem Jesus.

Por Nilson Pereira.  Primeiramente quero deixar claro que este texto é destinado a cristãos bíblicos e maduros que entend...

Nilson (Nil) Pereira

Nilson (Nil) Pereira
Um Discípulo que vive para ser Bíblico e Missional, Pastor da Família, Professor e Escritor Amador.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Devocional IPCarioca - 15/12/2017 Sem Deus nada podemos fazer (João 15:5)

A vida humana é extremamente frágil aqui na Terra. Uma gripe, ou qualquer outra doença causada por algum microrganismo pode nos matar inesperadamente. Ao mesmo tempo, somos capazes de construir obras monumentais ou estruturas milenares. Este é o grande paradoxo da vida: seres frágeis que, devido a Imago Dei podem fazer coisas significativas. Ele nos usa, apesar de nós.
No fim das contas, Salomão tinha toda razão quando disse que tudo o que fazemos não passa de vaidade em Eclesiastes. Pois a grande realidade é que só respiramos ainda porque Deus quer. Para alguns, esta compreensão é tão desaforo que leva-os ao ateísmo, pois o homem não suporta ser tão frágil e tão incapaz de controlar sua vida, que a idéia de Deus fazendo isto é intragável. Para outros, entender está verdade absoluta é o único conforto possível, pois geralmente, tudo que estes requeriram o controle, perderam, sofreram e se feriram.
Jesus diz no Evangelho de Mateus para que todos os cansados e sobrecarregados venham até Ele, e sem exceções, este é o estado que se encontram todos os que puseram a mão no volante da sua própria vida. Este texto, o de Mateus 11:28-30, deve ser o maior refrigério de nossas almas, e não uma ofensa.
Que nós possamos aprender de uma vez por todas a deixar o único que nos amou quando ainda éramos apenas pecadores insuportáveis dirigir nossas vidas, confiando Nele de verdade, não de boca, mas do fundo da alma, pois a frase "Sem mim nada podeis fazer" nao é só bela, é o retrato da condição humana. Por mais ofensiva que possa parecer aos nossos ouvidos, estou é a mais pura verdade absoluta. Confiemos no Senhor sempre. Seja na vida, seja na morte. Que nossa confiança nunca mais seja hipócrita ou seletiva, antes, seja completa e integral.
Por Nilson Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Missionalidade:

Missionalidade:

Mapa Mundi.

Mapa Mundi.