Postagem em destaque

Lex Luthor e o que eu seria sem Jesus.

Por Nilson Pereira.  Primeiramente quero deixar claro que este texto é destinado a cristãos bíblicos e maduros que entend...

Nilson (Nil) Pereira

Nilson (Nil) Pereira
Um Discípulo Professor vivendo para ser Bíblico e Missional, Pastor de Família e Escritor Amador.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Devocionalizando: Atos 20:17-38


Por Ione Campos.

Neste trecho de Atos, Paulo se despede dos presbíteros da igreja de Éfeso, relembrando toda a sua caminhada e sofrimento enfrentados junto à eles desde o início e lhes informando que chegou o momento em que eles teriam que caminhar sem ele. Paulo se dirigia a Jerusalém, segundo a vontade de Deus, e não sabia qual seria seu destino lá, mas estava certo de que nunca mais viria a estar pessoalmente com eles, mas que tinha o coração cheio da certeza, em Cristo Jesus, de que havia "cumprido seu papel" ali.

Destaco aqui a devoção de Paulo à Deus e ao seu ministério. Ele sempre soube que a propagação do Evangelho e da salvação em Cristo Jesus geraria perseguições, tanto de judeus quanto de gentios, enfrentando a possibilidade de prisão e morte, mas nem mesmo as ameaças contra sua própria vida poderiam lhe deter na obrigação que Ele tinha com o seu chamado quanto à ordem dada por Jesus de "ir ao mundo e pregar o evangelho à toda criatura" (Marcos 16:15).

Como Paulo, estamos aqui à serviço de Deus. Pela graça de Deus e Sua misericórdia fomos chamados à salvação e, por Ele ter nos livrado da condenação à morte pelo pecado e nos ter feito novas criaturas em Jesus, com a promessa de vida eterna, nós devemos dedicar esta vida que ganhamos à Ele, com alegria, gratidão e seriedade.

Como cristãos, devemos buscar ter como prioridade um relacionamento diário, honesto e verdadeiro com Deus; conhecer e viver Sua Palavra diariamente, querer e procurar conhecer e obedecer Sua lei e Seus mandamentos, buscando reconhecer Sua vontade pra nossa vida e que Seu querer seja sempre nosso maior anseio. Amá-Lo acima de todas as coisas, a ponto de desejarmos que Sua presença seja cada vez maior em nossa vida, pra que tudo o que fizermos seja sempre para honra-Lo e glorifica-Lo; amar ao próximo como a nós mesmos e, assim, anunciar a salvação através de Cristo Jesus para que todos, segundo a vontade de Deus, conheçam a Verdade e desfrutem de tudo o que Deus nos promete com a reconciliação com Ele através de Jesus, mesmo nós não sendo merecedores.

Que possamos aprender com Paulo a não deixar que as coisas ao nosso redor sufoquem o nosso relacionamento com Deus, nem que os nossos temores, responsabilidades e má administração do nosso tempo nos atrapalhe de servir ao Senhor em tudo o que fazemos. Isso deve ser fruto do amor e da gratidão pelo presente da salvação através do sacrifício de Jesus por nós, que, apesar de ser o próprio Deus, Santo e sem pecados, se fez homem, vivo e encarnado, andou entre nós e, sendo o único verdadeiramente inocente, se entregou ao sofrimento que nos era devido, ressuscitando para que pudéssemos, com Ele, ser feitos filhos de Deus. 

Que Deus nos ajude a nos dedicarmos mais à Ele e ao Seu reino, que venhamos a separar um tempo diário para buscar a Deus, conhecer Sua Palavra e Sua vontade pra nós, Lhe render graças por Sua misericórdia e louva-Lo por tudo o que Ele é e tem feito por nós. E que nada nos impeça de levar a mensagem deste infinito amor a todos que nos cercam, 

"Pois dele, por ele e para ele são todas as coisas. A ele seja a glória para sempre! Amém." 
(Romanos 11:36)

0 comentários:

Postar um comentário

Verdadeiro Cristianismo:

Verdadeiro Cristianismo: