Postagem em destaque

Lex Luthor e o que eu seria sem Jesus.

Por Nilson Pereira.  Primeiramente quero deixar claro que este texto é destinado a cristãos bíblicos e maduros que entend...

Nilson (Nil) Pereira

Nilson (Nil) Pereira
Um Discípulo Professor se reformando e vivendo para ser Bíblico, Missional e Pastor de Família.

Verdadeiro Cristianismo:

Verdadeiro Cristianismo:

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Amor é Cristão e o Sexo no casamento também.


Por Nilson Pereira, com contribuições de Dani Marques e Rodrigo Bibo de Aquino.
Cristo é o modelo a ser seguido em tudo em nossas vidas, inclusive no relacionamento sexual dentro de um casamento entre dois cristãos. A maior lição que nosso Salvador pode dar nisso está no fato do amor ao próximo. O Casamento Cristão é a primeira base social criada por Deus e Ele é a base da Aliança matrimonial entre dois de seus discípulos, tendo no sexo um dos pés que a apoia, porém, a base é unicamente Cristo.
O Casamento Bíblico consiste em servir seu cônjuge, em todas as coisas, um cristão bíblico se casa para fazer o outro feliz, não para ser feliz. Somente assim o casamento será para a Glória de Deus. Ele reflete ao Senhor justamente por isso, por ser altruísta, dentro das características que permeia todas as relações cristãs: I Coríntios 13.
Há uma cosmovisão maldita no mundo que tenta separar o sexo do amor, que insiste em por o sexo como algo pagão e errado, e o amor como algo divino, mas dentro do contexto bíblico não existe diferença, tanto o sexo, quanto o amor são cristãos e complementares. Ambos são apoios fundamentais para um Casamento Cristão. Por outro lado, alguns cristãos que são referenciais para nós (como Agostinho de Hipona), erraram no seu discurso quanto a análise bíblica do sexo, sendo influenciados por correntes não cristãs como o neo-platonismo, que pregava que tudo que era físico fica inferiorizado perto do que é espiritual, quando as Escrituras não separam de forma alguma as duas esferas, tudo é espiritual e tudo é para a Glória de Deus, inclusive o físico. Infelizmente isto fez com que o sexo se tornasse uma tabu dentro de algumas comunidades cristãs, o que só causa destruição e disseminação de pecados escondidos e mortais em nosso meio. Vale lembrar que Escritura dedica um livro inteiro como cânonico, de tão sério e importante que ele é: Cantares, com o intuito de expressar o amor conjugal como um espelho do amor de Deus por nós, Seu povo.
Num casamento cristão saudável, os corpos dos cônjuges são suficientes para satisfazer um ao outro, sem precisar por goutro indíviduo na aliança, ou apelar para a pornografia, um dos piores males que nossa sociedade vive hoje. A pornografia é maldita, e detrói casamentos, nunca ajuda. Acredito que sim, num casamento cristão tudo deve ser convei,rsado, acordado e aproveitado, porém, a pornografia é como um câncer, ela vai corroendo a aliança, vai fazendo com que os cônjuges se desconectem cada vez mais um do outro, focando em outras pessoas ou em outras práticas que vai ofender a Deus e ao outro. A pornografia objetifica o ser humano e vai comprometer, mais cedo ou mais tarde, o amor na Aliança. Enquanto o sexo dentro do casamento bíblico é uma das maiores ferramentas que Deus usa para humanizar o cristão.
Sexo é um presente único de Deus para os cônjuges, é vida, é revigorante, é criado para gloficar a Deus numa aliança monogâmica e heterossexual cristã, além de poder gerar uma outra vida, ele não consiste só na procriação, consiste me glorificar a Deus no casamento, como tudo que é naturalmente criado na vida de um redimido por Cristo Jesus. Dentro de um casamento cristão, deve haver sexo sempre que possível, e isto deve ser feito para a Glória de Deus, para dar prazer mútuo, amando ao maior dos seus próximos nisto, servindo a pessoa que deve ser a mais importante da sua vida depois do Senhor: seu cônjuge!
O sexo cristão deve ser aprimorado, e nisso, os dois se conhecendo cada vez mais, se ajeitando, nunca haverá necessidade de alguém pensar em por uma garota de programa entre os dois, por exemplo, ou apelação a pornografia.
Tudo que Deus criou e deu ao homem é bom, tem o intuito de glorficá-Lo, e o sexo também se engloba nisso. O sexo é uma ferramenta maravilhosa que Deus deu a um casal cristão, e precisamos entender que ele deve ser vivido completamente e intensamente entre os dois, com o intuito de glorificar a Deus. O sexo não é o pilar que se constrói um casamento, é uma das pernas da mesa, e não a mesa, que é Cristo.
Os 4 pilares de um Casamento Cristão Bíblico são: Intimidade emocional (consiste em conseguir se abrir com seu cônjuge de forma única, confiar totalmente e ser sempre transparente ) Intimidade Intelectual (usurfluir totalmente da companhia um do outro, gostar do maior número de coisas similares, ler, ouvir e assistir coisas juntos, o maior número de vezes possíveis, respeitando claro, a individualidade alheia também), Intimidade Espiritual (Estudar e meditar nas Escrituras juntos e Orar juntos também) e Intimidade Sexual (que o casal se reinvente juntos, converse muito, uma vez que o maior órgão sexual é a mente, e usurfluem juntos do corpo um do outro, lembrando que as Escrituras dizem que o corpo do seu cônjuge lhe pertence, e vice versa, tenha responsabilidade e faça sexo para servir prioritariamente, e isso será para a Glória de Deus).
Agradeça a Deus pelo sexo saudável e bíblico junto com seu cônjuge sempre que possível. Ele pode salvar vidas, além claro, de gerar. rs
Links recomendados:

0 comentários:

Postar um comentário

Sola Scriptura!

Sola Scriptura!