Postagem em destaque

Lex Luthor e o que eu seria sem Jesus.

Por Nilson Pereira.  Primeiramente quero deixar claro que este texto é destinado a cristãos bíblicos e maduros que entend...

Nilson de O. P. Pereira

Nilson de O. P. Pereira
Um Cristão vivendo para ser Bíblico, Missional, Pastor de Família e Professor Reformado nas Relações.

Verdadeiro Cristianismo:

Verdadeiro Cristianismo:

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Comunhão cristã: característica do verdadeiro discípulo



Por André Lins

O livro Starship Troopers, um clássico da ficção científica, trata de um mundo onde os humanos invadem e colonizam vários planetas pelo universo. Nesta realidade alternativa, aquele que deseja ser um cidadão em sentido pleno - com direito a votar e outros benefícios - deve prestar o serviço militar. Ou seja, para ser um cidadão de verdade, você tem que arriscar sua vida pelo bem seus companheiros.

Trazendo esse conceito para nossa vida cristã, podemos relembrar as palavras do Senhor: "Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos" (João 15:13). No contexto imediato da passagem, Cristo chama a todos quando O amam e obedecem de amigos e fala de Seu sacrifício na cruz. Mas em um contexto mais amplo, percebemos que isso se aplica a união comunitária dos cristãos em todas as épocas e em todo o mundo, quando servimos e nos dedicamos aos nossos irmãos.

Não existe essa conversa de "Eu sou a Igreja!" ou mesmo "Eu não preciso dos irmãos". A Igreja é um corpo, feito de muitos membros (1 Coríntios 12.14), e todos nós temos um serviço a desempenhar no reino. Como disse John Piper: "Jesus tem uma obra para eu fazer e uma diferente para você". Além disso, lembre de 1 Coríntios 12.21-24 e veja que todos os irmãos em Cristo são preciosos. E você só será um cristão de verdade se amar de todo o coração aqueles que, tal como você, foram comprados pelo sangue do Redentor.

Termino com as palavras de Cristo, que Ele proferiu após lavar os pés dos apóstolos: "Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros."

0 comentários:

Postar um comentário

Sola Scriptura!

Sola Scriptura!