Postagem em destaque

Lex Luthor e o que eu seria sem Jesus.

Por Nilson Pereira.  Primeiramente quero deixar claro que este texto é destinado a cristãos bíblicos e maduros que entend...

.

.

.

.

.

Nilson (Nil) Pereira

Nilson (Nil) Pereira
Um Discípulo Professor vivendo para ser Bíblico e Missional, Pastor de Família e Escritor Amador.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

O incrível Hulk e o ''eu escondido'' de todos nós!




Por Nilson Pereira


O gigante esmeralda da Casa das Idéias dispensa apresentações. Trata-se de um dos personagens mais famosos de toda cultura pop pela História. Tão famoso que mesmo dentre a cultura popular, lá está ele. Afinal de contas, quem nunca ouviu o termo: ''estou verde de raiva'' ? 

Criado pela dupla de maior sucesso da História das HQs, Stan Lee e Jack Kirby, inspirado na alegoria do clássico da literatura '' Strange Case of Dr. Jekyll and Mr Hyde'', livro escrito pelo autor escocês Robert Louis Stevenson e publicada originalmente em 1886. Na narrativa, um advogado londrino chamado Gabriel John Utterson investiga estranhas ocorrências entre seu velho amigo, Dr. Henry Jekyll, e o malvado Edward Hyde. Sendo que Edward Hyde é na verdade uma espécie de ''eu oculto'' do dr. Henry Jekyll. 



O quebra mundos apareceu pela primeira vez em título próprio desde o início, ''The Incredible Hulk #1'' , no mês de Maio de 1962. Em 2012, Hulk completou seus 50 anos. Sendo um dos títulos mais antigos da Marvel e que mais fez sucesso desde o início. 



Originalmente, a cor do Hulk é cinza, e não era a raiva que o transformava e o deixava mais forte, e sim a noite,  expondo mais duas das  fortes influências que Stan Lee teve ao criar o personagem: o mito do Frankstein e do Lobisomem.  A cor cinza foi modificada para a verde porque na época a impressão  saiu com a cor esmeralda ,  cor que tornou-se a grande marca do personagem. O cinza tinha a função de mostrar o carcaça (tradução de Hulk), o que seria uma versão apodrecida e morta da personalidade do doutor Robert Bruce Banner. A noite foi substitúida pela raiva no fator que aumentava seu poder e transformava Banner em Hulk porque assim o personagem ficaria menos limitado, assim como mais original. 

Como a origem do Hulk é de domínio público, e até mesmo na wikipédia é fácil conhecer, postarei o link aqui para quem quiser saber mais detalhes sobre: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hulk



Robert Bruce Banner é um homem de aproximadamente 32 anos que cresceu atormentado pelo pai (conforme você poderá notar no link acima),  que criou um eu reprimido de ódio e vingança, abafado por uma personalidade pacata e intelectual. Quando o cientista é exposto a radiação Gama, este eu retido por tanto tempo vem a tona na forma do monstro verde Hulk. A saga de cinquenta anos do doutor tentando controlar seu alter-ego, fascina gerações, tornando-o uma figura extremamente mítica na cultura pop e no imaginário popular. Hulk é lembrado por estudantes no meio acadêmico, que vão desde Psicologia até minha área, a História. Do título do Cicatriz Verde ( apelido conferido a ele na saga clássica ''Planeta Hulk''), surgiram vários personagens famosos dentro da cultura pop, como Wolverine e a Mulher Hulk. 

Hulk é sem dúvidas um personagem riquíssimo, um dos mais que existe, cheio de alegorias humanas no qual fica impossível não se identificar. Todo ser humano tem um Hulk dentro de si, e quanto mais o reprimimos, mais o tornamos forte. Biblicamente falando trata-se do ''velho Adão'' que aparece em vários textos canônicos, para explicar uma tendência humana de inclinação ao egocentrismo descontrolado e pecador. 


No decorrer dos anos, muitos roteiristas também usam a Esquizofrenia como um fator a ser destacado dentro das histórias de Bruce Banner, dando o destaque da dupla personalidade (em alguns casos múltiplas, como na saga do Hulk cinza), que tanto fascina a Academia e o imaginário popular. Peter David, para muitos, o maior escritor do Golias Verde, é um dos que melhor soube se utilizar de tal característica. 



Quase todas as adaptações para TV ou Cinema do Hulk foram bem sucedidas. Destaque para a aclamada série de TV  ''The incredible Hulk'', que foi ao ar entre 1978 e 1982, onde o finado ator Bill Bixby, que fazia o papel do doutor David Bruce Banner ( os produtores da série acharam melhor modificar o nome do personagem para David por acharem ser um nome mais másculo), e Lou Ferrigno, que fazia o Hulk quando se transformava, e até hoje dubla o personagem nos filmes atuais, tornaram o personagem da Marvel em top 5 dos maiores ícones das HQs em todos os tempos.





 ''The incredible Hulk'' de 2008 e produzido pela Marvel Studios, e ''The Avengers'' de 2012, também são adaptações maravilhosas com o Golias Verde. 



Vida longa ao Gigante Esmeralda! Um dos meus personagens preferidos, que cresci lendo e me identificando ( particularmente eu tenho muito de Robert Bruce Banner, admito)! 


Agradeço a colaboração do meu amigo Rafael Véras para a criação deste artigo! 




Verdadeiro Cristianismo:

Verdadeiro Cristianismo: