Postagem em destaque

Lex Luthor e o que eu seria sem Jesus.

Por Nilson Pereira.  Primeiramente quero deixar claro que este texto é destinado a cristãos bíblicos e maduros que entend...

Nilson (Nil) Pereira

Nilson (Nil) Pereira
Um Discípulo de Cristo que vive para ser Bíblico. Mateus 28:16-20

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Não há com o que se surprender, e sim a se lamentar.



Por Nilson Pereira.

Sou um fã de futebol, além de historiador. Assisto os principais campeonatos pelo mundo com frequência, e tenho muitos amigos que assistem de igual forma.

 Sou um dos moderadores de uma famosa comunidade do facebook chamada LET (Libertadores Eu Tenho), onde frequentemente conversamos e debatemos sobre futebol e outros assuntos relacionados, e por tudo que vemos todos os anos, por tudo o que contemplamos nas ligas europeias sobretudo, não há surpresa alguma da seleção brasileira, totalmente dominada pela CBF, não chegar a final da Copa de 2014, que é realizada aqui, sobretudo porque enfrentou no caminho o melhor time do mundo, não só hoje, mas de uns 3 anos para cá, atualmente no que se refere a seleções: a Alemanha.

O placar de 7 a 1 em favor dos alemães sim, é surpreendente, mas a vitória fácil dos mesmos nem de longe o é. Além de se preparar com ações de marketing (veja a imagem acima), mantendo o treinador Joaquim Low, mesmo depois do fracasso na Copa da África em 2010, investindo nos jogadores, criando uma base de entrosamento, o atual bicampeão alemão e campeão da UCL 12\13, Bayern de Munique, e discursando e agindo, desde o início, que o título que eles almejavam de fato é o da Copa no Brasil, esta, a Copa na nossa terra. O discurso alemão nunca foi demagogo, fruto de fracasso ou algo do tipo,  sempre foi coerente, sempre foi o mesmo, sempre foi almejando 2014. 

A Liga alemã é hoje a maior do planeta, junto com a Premier League inglesa, com a maior média de público do mundo, maior médias de gols e maior audiência, um sucesso histórico, administrativo, publicitário e esportivo. O futebol lá é profissional, e entretenimento sim, mas não é brincadeira. 

Não, a goleada da última terça não foi novidade alguma para quem ama e acompanha futebol de verdade, o maior fracasso da História do futebol brasileiro não aconteceu nos 7 a 1 da Alemanha em cima do Brasil no Mineirão, o segundo estádio mais importante da História do Brasil, a goleada começou muito antes. Não e de hoje que a Alemanha já tomou do Brasil o título de verdadeiro país do futebol, conforme diz o jornalista Juca Kfouri (http://blogdojuca.uol.com.br/2014/02/pais-do-futebol-2/). 

Se compararmos o futebol alemão com o que a CBF faz aqui no nosso futebol, dá até pena. Eu indico que você, cara amigo leitor, pesquise, sobretudo nos links do canal ESPN Brasil sobre o tema. Há anos a CBF mata aos poucos o futebol no Brasil, agora, ela está matando o futebol do Brasil. E o motivo da surpresa de muitos, é o mesmo que faz com que o Congresso Nacional dominar tudo neste país, o descaso do brasileiro com o que há de mais importante em uma sociedade : a Política. Enquanto for assim, o Brasil nunca vai para a frente, em tudo, inclusive no futebol.








0 comentários:

Postar um comentário

Missionalidade:

Missionalidade:

Mapa Mundi

Mapa Mundi