Postagem em destaque

Lex Luthor e o que eu seria sem Jesus.

Por Nilson Pereira.  Primeiramente quero deixar claro que este texto é destinado a cristãos bíblicos e maduros que entend...

Nilson (Nil) Pereira

Nilson (Nil) Pereira
Um Discípulo que vive para ser Bíblico e Missional, Pastor da Família, Professor e Escritor Amador.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

O calvinista.

Por Nilson Pereira.

Postando aqui um poema genial que expressa bem como nós, cristãos reformados somos, ou deveríamos ser. Aproveitando e homenageando um dos homens de Deus que mais influenciam minha vida, o mestre John Piper. Obrigado Senhor pela vida deste homem.




O calvinista:

Por John Piper: 

                                 Veja-o em seus joelhos,

                          Ouça seus constantes apelos:
                           No coração de cada clamor:
                           "Santificado seja o Senhor."

Veja-o na Escritura,
Calmo, tranquilo e com doçura,
A fogueira alimentando
Até vê-la queimando.


Veja-o com seus livros:
Como árvore nos ribeiros,
Nas raízes a se alimentar
Até o ramo frutificar.



Veja-o com sua caneta:
Linhas numa caderneta.
Quanto mais o pensamento é fecundo,
Mais na Palavra é profundo.



Veja-o na praça,
Protegido da sutil desgraça:
Farejando com acuidade
O cheiro da verdade.



Veja-o nas ruas,
Em buscas e súplicas suas,
Dócil e com valor:
"Você conhece o meu Senhor?"



Veja-o em debate,
Firme e sem abate,
Guiado pelo louvor
Ao nome do Criador.



Veja-o em seu negócio.
O trabalho é feito sem ócio.
Homens tem sua destreza,
Tal como o Pai a deseja.



Veja-o em sua refeição,
Desejando, em oração,
Graças e louvores
A Deus em todos os sabores.
Veja-o com seu rebento:
Quando foi que tal contentamento
Tomou-lhe em alguma ocasião,
Simplesmente por brincar no chão?


Veja-o com sua querida,
Parábola para a vida:
Neste sagrado panorama
Dos céus ela é a dama.



Veja-o perdido. Ele lastima.
"Há uma verdade," ele atina.
"O que resta à humanidade?
Falibilidade."



Veja-o em lamento.
"Devo entrar em arrependimento?"
"Sim. E uma proclamação:
Tudo é para a Minha reputação."



Veja-o adorando.
Observe o pecador cantando,
Poupado da flamejante enchente,
Pelo sangue, somente.



Veja-o à beira-mar:
"Donde este oceano pode se provisionar?"
"Lá do alto, do seu Senhor,
Demonstrando um pouco do Seu amor."



Veja-o a dormir.
Observe o inevitável partir,
Não há crédito neste feito,
Apenas se vai, e está satisfeito.



Veja-o no momento letal.
Escute seu suspiro final,
Em meio à dor sem tamanho:
O último sussurro: "Ganho!"




                                     The calvinist:

John Piper.

See him on his knees,
Hear his constant pleas:
Heart of ev’ry aim:
“Hallowed be Your name.”

See him in the Word,
Helpless, cool, unstirred,
Heaping on the pyre
Heed until the fire.

See him with his books:
Tree beside the brooks,
Drinking at the root
Till the branch bear fruit.

See him with his pen:
Written line, and then,
Better thought preferred,
Deep from in the Word.

See him in the square,
Kept from subtle snare:
Unrelenting sleuth
On the scent of truth.

See him on the street,
Seeking to entreat,
Meek and treasuring:
“Do you know my King?”

See him in dispute,
Firm and resolute,
Driven by the fame
Of his Father’s name.

See him at his trade.
Done. The plan is made.
Men will have his skills,
If the Father wills.

See him at his meal,
Praying now to feel
Thanks and, be it graced,
God in ev’ry taste.

See him with his child:
Has he ever smiled
Such a smile before,
Playing on the floor?

See him with his wife,
Parable for life:
In this sacred scene
She is heaven’s queen.

See him stray. He groans.
“One is true,” he owns.
“What is left to me?
Fallibility.”

See him in lament
“Should I now repent?”
“Yes. And then proclaim:
All is for my fame.”

See him worshipping.
Watch the sinner sing,
Spared the burning flood
Only by the blood.

See him on the shore:
“Whence this ocean store?”
“From your God above,
Thimbleful of love.”

See him now asleep.
Watch the helpless reap,
But no credit take,
Just as when awake.

See him nearing death.
Listen to his breath,
Through the ebbing pain:
Final whisper: “Gain!”







0 comentários:

Postar um comentário

Missionalidade:

Missionalidade:

Mapa Mundi.

Mapa Mundi.